A arte de ensinar


Antigamente as relações sociais eram organizadas na vertical. Hoje, horizontais, rápidas e velozes. Pedagogo, aquele que conduzia a criança pela mão, é, hoje, aquele que acompanha, lado a lado, dá a mão para apoiar e apoiar-se. Participa, incentiva, dialoga, aprende na direção do "inédito viável" de Paulo Freire. Que se pense em educar para a cidadania, com direitos e condições efetivas de acesso inclusive às redes sociais. Sem distinção de nacionalidade, sexo, idade, cor, credo, classe social.

Pais e professores passem a aprender com os filhos, que são hoje guias de seus pais no manuseio de aparelhos eletrônicos. De certa forma, no entanto, é a mesma história do mundo, só que a passos largos. No ritmo digital, reproduzindo eletronicamente, sem calo nas mãos, antigas tarefas manuais. Mas a luta por um mundo melhor continua. Mundo sonhado por Martin Luther King. Anunciado por S. Paulo: nem judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulher... Mundo onde mestre também aprende. E de repente, no dizer de Guimarães Rosa. Mundo de contos de fadas resgatados como fonte de atração turística no mundo mágico de Walt Disney.

Por isso, país do futuro não combina, no presente, com estradas esburacadas, políticos corruptos, impunidade dos ricos, juros altos, impostos escorchantes, seguridade social insegura, saúde precária, insuficiência de transportes coletivos. Dessa forma não se alcança o amanhã. Gente acomodada sonha quimeras ao longo de um cotidiano improdutivo.

Educação é uma questão, basicamente, de filosofia e psicologia. Conteúdo se alcança mediante pesquisa, mas a aprendizagem eficaz tem sua força motriz na motivação. Aprender é querer e querer é empenhar-se. O conhecimento tem seus limites, mas sem fronteiras, sem muros nem cercas elétricas nem justificativas para pichações. As pernas caminham para onde a cabeça quer.

O tamanho do mundo é do tamanho da cabeça de cada pessoa.


antonioliveira2011@live.com
Técnico em assuntos educacionais há 30 anos. Coordenador da equipa da Consultoria Acadêmico-Educacional - CAED (www.caed.inf.br)

0 comentários: