Faculdade Ateneu oferecerá curso de Enfermagem em 2013


A Faculdade Ateneu (FATE), acompanhando as necessidades do mercado e evolução da área da saúde em Fortaleza, apresenta para 2013.1 o curso superior de Enfermagem. A formação será oferecida nos turnos manhã e tarde, nas Unidades Lagoa Messejana e São Vicente, no Antônio Bezerra. As instalações da FATE receberam a visita da comissão do Ministério da Educação (MEC) e a expectativa é que o primeiro vestibular seja realizado ainda este ano.

O curso será desenvolvido em 4,340 horas/aula com 900 horas de estágio, isso tudo dividido em 10 semestres (cinco anos) conforme prevê o MEC para a capacitação total desse profissional. Para este primeiro semestre serão oferecidas 400 vagas sendo 200 para cada campus.

A Faculdade conta com uma estrutura formada de laboratórios compostos por equipamentos de última geração que vão garantir ao estudante a possibilidade de realizar tarefas práticas capazes de aprimorar o conhecimento vivido em sala de aula. Outros destaques são as opções de horários e locais que o pretendente dessa formação terá disponível na FATE, pois o curso será oferecido nos campi Lagoa Messejana e São Vicente.

A ciência da Enfermagem

A Enfermagem é uma ciência que se dedica a promover, a manter e a restabelecer a saúde das pessoas. O enfermeiro é capacitado para atuar na proteção, na promoção e na recuperação da saúde, bem como na prevenção de doenças. Em hospitais, esse profissional é indispensável em todos os setores, pois ele é o responsável por acompanhar o estado de saúde do paciente, através de exames físicos e entrevistas, além de fazer diagnóstico para estabelecer a conduta a ser seguida. O enfermeiro faz parte de equipes multiprofissionais (com médicos, nutricionistas e psicólogos, entre outros), além de ser o responsável desde a higiene e a alimentação até a administração de remédios e a prescrição de curativos. A competência da Enfermagem não se limita ao trabalho em hospitais e clínicas, mas também outro campo importante pode ser explorado que é o da saúde coletiva, na qual esse profissional atua na promoção da saúde e na prevenção de doenças, realizando também trabalhos educativos na comunidade. Se seguir carreira acadêmica, poderá desenvolver pesquisas e trabalhos científicos.

O mercado de trabalho

O profissional formado em Enfermagem tem como grande filão de mercado, os hospitais particulares. Em geral, este egresso é contratado como assistente para depois ocupar, efetivamente, o cargo de enfermeiro. As áreas mais aquecidas são Geriatria, Dermatologia, Pediatria e Oncologia. A expansão do Programa Saúde da Família, do Governo Federal, também favorece o mercado, pois cada equipe deve ter, no mínimo, um profissional da área. A auditoria é outro setor que cresce e necessita de enfermeiros que saibam lidar com a relação custo-benefício de medicamentos e equipamentos hospitalares. A saturação do mercado na Região Sudeste, onde se encontra o maior número de cursos superiores em Enfermagem, abre espaço para outras regiões como Nordeste e Norte do país. No Ceará, de acordo com Conselho Regional de Enfermagem (Coren/CE), esse profissional tem uma variação salarial conforme a sua carga horária e grau de instrução. Na área administrativa da profissão (assessoria, consultoria, auditoria, planejamento e supervisão), o graduado em Enfermagem ganha, em média, R$ 86,00 por hora. No campo da didática/educação, o enfermeiro tem um ganho que varia de R$ 64,25 a R$ 129,89/h dependendo do grau de instrução. Por fim, no âmbito a assistência que diz respeito ao atendimento das necessidades de higiene e conforto do paciente, o ganho pode chegar a R$ 64,95, dependendo do nível de conhecimento profissional.

O curso

De acordo com diretrizes estabelecidas pelo MEC essa graduação passou a ter caráter mais generalista, voltado para as necessidades de atenção primária, que é o trabalho do enfermeiro em ambulatórios, prontos-socorros e postos de saúde. O início do curso é marcado por disciplinas básicas da área das Ciências Biológicas, como anatomia, microbiologia, citologia, histologia e parasitologia. Também há matérias de administração e fundamentos de psicologia e de sociologia. Gradativamente, o aluno conhece os procedimentos técnicos e, no segundo ano, começa a atender pacientes e a cuidar de enfermarias. O estágio é obrigatório, sempre supervisionado por enfermeiros e professores. No fim do curso é exigido um trabalho de conclusão.


Onde atuar

Este profissional está apto a atuar nas seguintes áreas da Enfermagem:

Assessoria e consultoria

Auditar os procedimentos hospitalares de enfermagem e auxiliar na montagem de unidades de saúde.

Atendimento domiciliar

Cuidar de pacientes em sua residência, dando continuidade ao tratamento hospitalar. Auxiliar o paciente em exercícios terapêuticos e cuidar de sua higiene e de seu bem-estar.

Enfermagem geral

Comandar equipes de técnicos e auxiliares de enfermagem no atendimento a pacientes.

Enfermagem geriátrica

Atender idosos, doentes ou não, em domicílio, casas de repouso, clínicas e hospitais.

Enfermagem médico-cirúrgica

Ministrar cuidados pré e pós-operatórios em prontos-socorros, clínicas e hospitais.

Enfermagem obstétrica

Dar assistência integral a gestantes, parturientes e lactantes, com acompanhamento de prénatal, realização de exames e auxílio ao médico no parto e no pós-parto. Orientar sobre planejamento familiar.

Enfermagem pediátrica

Acompanhar e avaliar o crescimento e o desenvolvimento da criança. Incentivar o aleitamento materno e orientar os pais quanto às técnicas e aos cuidados com os recém-nascidos.

Enfermagem psiquiátrica

Ajudar no tratamento de pacientes com distúrbios psicológicos.

Enfermagem de resgate

Participar de equipes de salvamento de vítimas de acidentes ou de calamidades públicas.

Enfermagem de saúde pública

Orientar a população sobre a prevenção de doenças e promover a saúde da coletividade. Atender pacientes em hospitais, centros de saúde, creches e escolas. Formar, capacitar e supervisionar os agentes de saúde.

Enfermagem do trabalho

Dar atendimento ambulatorial em empresas e acompanhar programas de prevenção e manutenção da saúde dos funcionários.

Ensino

Orientar projetos de pesquisa e ministrar aulas teóricas e práticas. Gestão da qualidade, avaliar e planejar os processos assistenciais com o objetivo de aumentar a segurança dos pacientes.

Gestão de projetos

Administrar e controlar as atividades destinadas a projetos multidisciplinares, como abertura de uma ala hospitalar ou implementação de um novo protocolo em clínicas ou hospitais.

Pesquisa clínica

Planejar, implementar e coordenar projetos de pesquisas clínicas, como o desenvolvimento de drogas e estudos epidemiológicos, em hospitais, institutos de pesquisa e universidades.

COFEN/COREN

O Sistema Cofen / Conselhos Regionais é composto pelo Conselho Federal de Enfermagem e Conselhos Regionais (CORENs). Essas entidades foram criadas em 12 de julho de 1973, por meio da Lei 5.905. Estão subordinados ao Conselho Federal todos os 27 conselhos regionais localizados em cada estado brasileiro. Filiado ao Conselho Internacional de Enfermeiros em Genebra, o COREN existe para normatizar e fiscalizar o exercício da profissão de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, zelando pela qualidade dos serviços prestados pelos participantes da classe e pelo cumprimento da Lei do Exercício Profissional.


Atualmente o Conselho Regional de Enfermagem do Ceará é presidido pela Enfermeira Celiane Maria Lopes Muniz e tem essas principais atividades:


- Deliberar sobre inscrição no Conselho, bem como o seu cancelamento;

- Disciplinar e fiscalizar o exercício profissional, observadas as diretrizes gerais do COFEN;

- Executar as resoluções do COFEN;

- Expedir a carteira de identidade profissional, indispensável ao exercício da profissão e válida em todo o território nacional;

- Fiscalizar o exercício profissional e decidir os assuntos atinentes à Ética Profissional, impondo as penalidades cabíveis

- Elaborar a sua proposta orçamentária anual e o projeto de seu regimento interno, submetendo-os à aprovação do COFEN;

- Zelar pelo bom conceito da profissão e dos que a exerçam; propor ao COFEN medidas visando a melhoria do exercício profissional;

- Eleger sua Diretoria e seus Delegados eleitores ao Conselho Federal;

- Exercer as demais atribuições que lhe forem conferidas pela Lei 5.905/73 e pelo COFEN.


Confira mais sobre o curso


(Fontes: Guia do Estudante/Revista Abril e COREN/CE)

0 comentários: