1º LUGAR: Docente do curso de Enfermagem da FATE é destaque durante Congresso Brasileiro sobre DST/AIDS.

A dissertação de mestrado da enfermeira cearense, Cláudia Bastos da Silveira, garantiu o primeiro lugar na categoria pôster eletrônico, durante o IX Congresso da Sociedade Brasileira de Doenças Sexualmente Transmissíveis e V Congresso Brasileiro de AIDS, ambos realizados em Salvador, no último mês de agosto.
A docente do curso de Enfermagem da Faculdade Ateneu, que é mestre em Saúde Coletiva, enviou parte de sua pesquisa de mestrado com título “Fatores associados às intenções de paternidade em homens com HIV/AIDS em Fortaleza” através da qual, ela analisou a prevalência e os fatores associados às intenções de paternidade desses pacientes em Fortaleza. O estudo foi desenvolvido com 162 homens com diagnóstico da doença, entre os meses de junho e setembro de 2012. Na ocasião, foi aplicado um questionário com variáveis sociodemográficas, comportamental e relacionadas ao parceiro sexual, ao diagnóstico e ao tratamento, em dois ambulatórios de hospitais de referência para o tratamento de HIV/AIDS.

Dentre as conclusões, o estudou mostrou que com o advento da terapia antirretroviral ocorre um aumento na sobrevida dessas pessoas. “Foi identificada uma melhoria na qualidade de vida dos portadores de HIV/AIDS, inclusive eles (portadores) passam a elaborar projetos para o futuro, dentre eles, o de ter filhos. Evidenciou-se, ainda, com a pesquisa que a intenção de paternidade permanece entre os homens, mesmo após o diagnóstico, isso influenciado pelo desejo do parceiro de desejar ter filho” explicou a pesquisadora.
O trabalho da professora, que também é especialista em Enfermagem Neonatal e enfermeira da UTI Neonatal de um hospital público de Fortaleza, concorreu na área de Epidemiologia com pesquisas do todo o Brasil. “Este exemplo é essencial para que o aluno seja estimulado a se engajar na pesquisa, pois elas aprimoraram conhecimentos, complementam formações acadêmicas e transformam as pessoas em profissionais mais críticos e inovadores” observou a professora Cláudia Bastos da Silveira.

0 comentários: