Entendendo o turismo

O fenômeno contemporâneo do turismo situa-se como um vetor de transformações contraditórias e emblemáticas: acentua a produção de lugares de consumo geral e do consumo de lugares. Ao lado de uma infinidade de atividades econômicas, o turismo destaca-se, no início do século XXI, como uma atividade não apenas econômica, mas essencialmente cultural. Viajar, no passado, significava passar por grandes dificuldades e correr o risco de não obter satisfação. Hoje, viajar significa facilidades para se alcançar um prazer. Atualmente, evidencia-se a importância do turístico, tornando-se necessário o uso dos conceitos para explicação dessa atividade que é considerada uma das prioridades do mundo moderno.


Antes de qualquer teorização a respeito do turismo, dos recursos humanos e dos equipamentos considerados turísticos, parte-se do seguinte princípio: o homem, o espaço e o tempo constituem os pré-requisitos para uma reflexão equilibrada a respeito desse fenômeno. Sem essa tríplice existência e sua permanente concorrência, não há possibilidade alguma de existir, lógica e ontologicamente, qualquer manifestação do fenômeno turístico.

Este fenômeno está relacionado aos deslocamentos das pessoas que saem de um ponto a outro, com o consequente regresso. O turismo relaciona-se com viagens e locais diferentes aos da residência das pessoas. Pode-se, dessa forma, assinalar que, historicamente, as viagens se iniciam nos tempos remotos, mas é na modernidade que elas se intensificam, graças ao desenvolvimento dos transportes e das comunicações, portanto, o turismo caracteriza-se como uma atividade tipicamente moderna.

Ele é, sobretudo, um elemento de cultura desenvolvido sempre através da comunicação humana, gerando entendimento entre os povos e intensificando a troca de experiência. Além do desejo de emoção, as pessoas buscam, por meio do turismo, recuperar o equilíbrio psicológico em contato com reservas naturais durante o seu tempo de lazer, fugindo da violência e do estresse urbanos.


Nessa perspectiva, podemos analisar o turismo não apenas no aspecto econômico, mas compreender melhor os seus fatores sociais, psicológicos, políticos e culturais e comprometê-lo como proposta de mudança social e a construção de uma sociedade mais justa. Parabéns àqueles que elegeram como carreira essa atividade cheia de conexões e ludicidade. Feliz Dia Mundial do Turismo, 27 de setembro.

Tereza Neuma Martins
Coordenadora do curso de Turismo da Faculdade 
Ateneu (Fate) e mestre em Gestão de Negócios Turísticos

fonte: opovo.com.br

0 comentários: