A Faculdade Ateneu participou da montagem e inauguração de biblioteca comunitária.

IMG_3402O Lar Santa Mônica, uma instituição beneficente que atende 25 crianças e adolescentes vítimas de abuso, é uma entidade mantida pela ordem católica dos agostinianos, e há 5 anos funciona em Fortaleza, dentro do Condomínio Espiritual Uirapuru-CEU.

 Com uma notável ajuda da Faculdade Ateneu, o Lar criou um centro cultural chamado de Santo Agostinho, em homenagem à congregação que cuida da instituição. O espaço cultural foi inaugurado no 11 de novembro, e é um equipamento que dispõe de salas de reforço escolar e apoio psicológico, computadores conectados à internet e livros sobre educação, literatura, história, disciplinas científicas e uma prateleira especial para a literatura infantil e histórias em quadrinhos.
 Esses exemplares foram doados pela Faculdade Ateneu. Os livros foram coletados por uma gincana especial que, no passado mês de abril, juntou mais de 1.000 exemplares nas unidades da FATE. Posteriormente, a equipe da biblioteca do Campus Messejana organizou e catalogou esses livros, que hoje compõem o acervo da biblioteca do centro cultural Santo Agostinho. A classificação do acervo ocorreu através do “sistema de cores”, um efetivo método de localização para esse tipo de biblioteca, considerando que seu público será, em sua maioria, infanto-juvenil.
 No evento, representaram a Faculdade Ateneu a coordenadora da biblioteca do Campus Messejana, Francinir Batista, e as assistentes Magna Gadelha e Kaline Sousa. Tanto o diretor do Lar Santa Mônica, frei Alberto Moreno, como o assistente social da casa, Lucélio de Souza, destacaram em seus discursos a ação solidária da Faculdade Ateneu e das suas equipes, para a montagem e organização da biblioteca, que permitirá o estudo e desenvolvimento não só das internas mas também de crianças oriundas das comunidades circunvizinhas, pelo que se trata de uma biblioteca comunitária.IMG_3409
 O encontro também contou com a presença do Dr. Moacir Mondardo Júnior, superintendente regional da Receita Federal, que disponibilizou um conjunto de materiais apreendidos pela Receita. Esses elementos foram posteriormente vendidos num bazar especial que arrecadou os fundos aplicados para construir o centro cultural.
Durante a cerimônia de inauguração uma jovem interna proclamou um poema sobre a vida e a fé; e um coral composto pelas crianças e adolescentes do lar cantou acompanhado por frei Alberto (tocando sanfona) e Lucélio (tocando o bongô). Logo, o Dr. Mondardo, manifestou seus parabéns e apoio ao projeto, e, seguidamente, frei Alberto deu as bênçãos às instalações do centro, que começarão a funcionar a partir dessa semana.IMG_3416
O Lar Santa Mônica ainda requer materiais, computadores, úteis escolares e outras doações que ajudem ao estudo e desenvolvimento das jovens. Para fazer doações, entrar em contato com o assistente social da entidade, Lucélio de Souza: (85) 8780.6750 /luceliolarsantamonica@hotmail.com .

0 comentários: