5 dos erros de português mais cometidos por redatores



1 – Usar “onde” sem se referir a lugar
O pronome “onde” expressa a noção de lugar, portanto, é preciso tomar cuidado para não o utilizar em contextos diferentes. Quando não houver indicação de lugar, prefira utilizar “em que” ou “no qual” e suas variações.

Correto:  O conteúdo acompanha esse novo comportamento, em que empresas e consumidores estão em pé de igualdade, trocando informações e experiências.

Incorreto:  O conteúdo acompanha esse novo comportamento, onde empresas e consumidores estão em pé de igualdade, trocando informações e experiências.

2 – Mistura dos pronomes “tu” e “você”
Não é raro encontrar textos que misturam esses dois pronomes nas suas diferentes formas. Porém, é preciso escolher um deles e mantê-lo em todo o texto, sem alternância.  Ao utilizar “você”, evite as formas “te”, “teu” e demais variações do pronome “tu”. No português brasileiro, o mais indicado é utilizar sempre a forma “você”, já que o “tu” traz uma ideia de regionalismo que não é adequada para textos que atingem um público geral.

Correto: Pensando em começar uma estratégia de marketing de conteúdo? Preparamos esse post para tirar suas dúvidas e ajudar você a começar.

Incorreto: Pensando em começar uma estratégia de marketing de conteúdo? Preparamos esse post para tirar suas dúvidas e te ajudar a começar.

3– Mesmo
É muito comum encontrar a palavra “mesmo” sendo utilizada como pronome pessoal. Porém, apesar de a palavra poder ser usada de diversas formas, esta não é uma delas. O termo “mesmo” pode ser usado pronome demonstrativo, substantivo ou adjetivo. Correto: Ao entrar em contato com o cliente, não espere que ele o responda em menos de 24 horas. Incorreto: Ao entrar em contato com o cliente, não espere que o mesmo o responda em menos de 24 horas.

4 – “A longo prazo”
Algumas pessoas se confundem com expressões comuns do nosso dia a dia. Portanto, lembre-se: sempre utilize “em longo prazo” e “entrega em domicílio”. 
Evite o uso da preposição “a” nesses casos e, na dúvida, não deixe de consultar uma fonte confiável para evitar o erro. Exemplo: A estratégia de marketing de conteúdo do cliente gera resultados eficazes em longo prazo.

5 – “Adéqua”
Apesar de ser muito usada, essa flexão do verbo “adequar” ainda não é aceita pela norma culta da língua portuguesa. Portanto, enquanto não é feita uma nova reforma no nosso idioma que aceite essa palavra, prefira utilizar a construção “não é adequado” ou algum sinônimo para que a qualidade do seu texto não caia.

Correto: Aquela sugestão de pauta não é adequada para a estratégia do cliente.

Incorreto: Aquela sugestão de pauta não se adéqua à estratégia do cliente.

Fontes: Contentools
http://fate.vc/errosportugues

0 comentários: