Profissão do esteticista é regulamentada pela Câmara dos Deputados.

Na tarde do 10 de novembro, o texto apresentado para regulamentar a profissão dos esteticistas e cosmetólogos foi aprovado, fazendo distinção entre profissionais que têm curso técnico ou graduação.


O projeto de lei, que segue para o Senado, lista as atribuições de cada um.

O projeto faz distinção entre o técnico em estética (nível técnico) e o esteticista e cosmetólogo (nível superior), e especifica as atribuições de cada um.

Atualmente, a profissão está catalogada pela Classificação Brasileira de Ocupações, do Ministério do Trabalho, dentro da categoria "Tecnólogos e técnicos em terapias complementares e estéticas". Por essa classificação, no entanto, não há uma divisão considerando os diferentes níveis de formação.

Pelo texto aprovado pela Câmara, é considerado técnico em estética aquele formado em curso técnico em estética ou com formação em cursos livres e que exerça a profissão há pelo menos dois anos.

No caso dos esteticistas e cosmetólogos, são considerados os profissionais com graduação em curso em nível superior com concentração em estética e cosmética.
A Faculdade Ateneu parabeniza todos os esteticistas e cosmetólogos, e convida a conhecer melhor o curso de Estética e Cosmética, bem como o curso técnico em Estética, oferecidos pela instituição.

Graduação em Estética e Cosmética


0 comentários: