ALCE aprova criação de cargos de Socioeducador e Analista Socioeducativo.

A Assembleia Legislativa do Estado do Cerará (ALCE) aprova criação de cargos de Socioeducador e Analista Socioeducativo para a Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Educativo (SEAS). 

A Assembleia Legislativa do Ceará sancionou, no dia 22 de dezembro, dois Projetos de Lei que beneficiam o Sistema Socioeducativo do Ceará. Por meio de votação dos deputados foram aprovados, a criação de cargos efetivos de Socioeducador e Analista Socioeducativo e também a contratação temporária desses servidores que integrarão o quadro da Superintendência Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas). A mensagem foi encaminhada pelo governador Camilo Santana. Os futuros servidores serão lotados nos 18 Centros Socioeducativos de internação, internação provisória, semiliberdade, bem como na unidade de recepção.
Ao todo serão criados 1.080 cargos, sendo 964 cargos de Socioeducador e 116 cargos de Analista Socioeducativo, sendo estes distribuídos da seguinte forma: 50 vagas para Assistente Social; 49 vagas para Psicólogo e 17 vagas para Pedagogo. Para o Superintendente da Seas, Cássio Franco, “A criação dos cargos efetivos para profissionais do sistema socioeducativo é de extrema importância para este momento de reordenamento institucional que está sendo efetuando. A valorização do servidor é fundamental e a criação dos cargos e teste seletivo, são as primeiras etapas desse processo”.
O Edital do processo seletivo para os cargos temporários será publicado em janeiro. A seleção se dará por meio de provas objetivas, análise de títulos, além de ser oferecido um curso de formação. A remuneração prevista para as funções é de R$ 2.220,00.
Conheça mais sobre as especializações em Educação do Instituto Ateneu de Pós-Graduação, qualificações fundamentais para o Socioeducador e o Analista Socioeducativo:

0 comentários: